Como usar classificação de dados no seu monitoramento

No monitoramento de redes sociais, a classificação dos dados se faz necessária para ter uma visão mais abrangente a respeito da marca, quais são os sentimentos envolvidos, quais são as postagens que mais fazem sucesso e o que deve ser corrigido para que se tenha resultados mais satisfatórios. Para melhorar a classificação dos dados e otimizar o monitoramento, nada melhor do que criar tags que os identifiquem, criando círculos de temas que permitam um trabalho mais apurado sobre essas classificações.

As tags podem ser customizadas de acordo com os critérios estabelecidos pela equipe de monitoramento, criando uma organização única de classificação e tagueamento para manter todos os controles padronizados e melhor dimensionados. Nesse sentido, as tags podem ser divididas em dois grandes grupos: tags para itens coletados no monitoramento e tags para publicações próprias. Quer entender um pouco mais sobre o assunto? Então continue acompanhando o nosso artigo!

Classificação de menções coletadas

As tags para menções coletados servem como classificadores para que se possa analisar com maior cuidado os temas e menções mais comuns na internet. Assim você consegue  compreender o que está sendo falado nas redes sociais, identificando os assuntos por campanhas, tendências, etc.

Além de classificar os dados coletados, as tags servem como filtros que podem ser combinados para tirar insights mais precisos a respeito da performance da marca na internet e determinar a importância de cada tema dentro do monitoramento.

Classificação de menções para publicações próprias

Nas publicações próprias, as tags servem como classificadores de temas abordados, permitindo um maior controle dos conteúdos compartilhados, assim como a verificação dos formatos de conteúdo. Essa análise dá à equipe de monitoramento a possibilidade de verificar o desempenho de cada publicação, confrontando a informação formato X conteúdo, permitindo, assim, saber quais são as melhores combinações para se atrair a atenção do público e gerar interações.

A escolha das tags adequadas

Cada empresa deve desenvolver tags que façam sentido para o seu negócio, por isso é preciso criar mecanismos de definição que tenham a ver com o mercado-alvo de cada uma. Uma das possibilidades é reunir a equipe de monitoramento e realizar um brainstorming de ideias, listando os assuntos ou rótulos que se adequem a cada contexto. Com esses temas definidos, fica mais fácil estabelecer as tags corretas.

Nas publicações próprias, a palavra de ordem é analisar a performance da marca nas redes sociais e identificar os formatos mais eficientes de postagens, visando investir os esforços no que realmente está dando retorno. Já as tags em menções coletadas das rede sociais têm o objetivo de analisar os dados de maneira direcionada e assim obter insights mais eficientes para melhores estratégias de marketing digital.

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

Comentários