Relação lixo x alcance: como lidar com o filtro de línguas das suas buscas no Scup

Quando adicionamos uma busca por palavra-chave no monitoramento (Configurações > Buscas) , temos como principais objetivos saber quem está falando a respeito daquela palavra-chave e o que está sendo falado.

Em algumas situações, encontramos alguns problemas com esse tipo de busca, a saber:


seta.pngAlguém citou a sua palavra-chave nas mídias sociais  e esta menção não foi coletada pelo Scup;

 

E cadê as minhas coisas, Scup?

Às vezes, uma determinada menção pode não ser coletada pelo simples fato de não ter sido indexada pela mídia social. Veja uma explicação mais detalhada neste post : Por que nem tudo que é publicado no Facebook aparece no Scup?



seta.pngA palavra-chave é genérica e seu monitoramento acaba coletando muito lixo. Isso significa que, apesar de conter a palavra-chave, algumas menções coletadas não são interessantes para o seu  projeto.

Mas isso acontece por quê?

Um dos causadores desse problema pode ser o idioma  escolhido para a busca. Na maioria das mídias sociais, ao cadastrar uma busca por palavra-chave, temos como escolher o idioma em que pretendemos monitorar. A escolha do idioma pode não fazer muito sentido quando monitoramos uma palavra-chave exclusiva do Português. Mas é de extrema importância quando monitoramos uma palavra em outros idiomas.

 

Por exemplo, se você monitora a expressão Motoclube de Pinheiros, a escolha do idioma pode não fazer muita diferença, já que a expressão está em Português.

print_buscas.png

Agora, vamos imaginar a situação onde a busca é pela palavra chave Volkswagen.

Se o intuito ou a estratégia traçada é monitorar a palavra Volkswagen apenas quando a postagem na mídia social estiver em Português, a escolha do idioma é essencial. Do contrário, serão coletadas todas as menções com essa palavra, independentemente do idioma em que a postagem foi feita.

print_buscas_2.png

A identificação do idioma em que a postagem ocorreu é feita por algoritmos específicos de cada mídia social. Eles fornecem a possibilidade da separação por língua. Como a identificação é automática, é possível que ocorram algumas falhas.

 Provavelmente, você já deve ter visto em seu monitoramento um item em Espanhol, mesmo tendo escolhido o idioma Português. Isso ocorre porque a mídia social entendeu que aquela postagem poderia ter sido escrita em Português, pois esses dois idiomas possuem palavras similares.

O exemplo a seguir pode facilmente confundir os algoritmos e ser considerado como escrito em Português: compró un Volkswagen. belissima aquisición.

O inverso também é possível. Uma postagem feita em Português com a sua palavra-chave não é coletada, pois a mídia social entendeu que ela foi escrita em algum idioma diferente daquele que você escolheu. Essa pode ser uma situação que confundiria a mídia social na identificação da língua, impedindo a coleta da postagem porque o sistema considerou que ela foi escrita em algum idioma que não o Português: Aaaaah mlk! Comprei um Volkswagen mto massa.

 

Vixe! E agora, qual filtro de idioma eu uso?

Depois de conhecer essas possibilidades, é importante traçar a estratégia de monitoramento, realizar testes e pensar na relação entre lixo e alcance da busca

Se você escolher a opção Todos os idiomas na hora de cadastrar sua busca, isso certamente trará lixo para o monitoramento. E, se você opta por escolher um idioma específico, alguns itens poderão ser perdidos.

Cada palavra-chave pode trazer uma quantidade diferente de lixo. Por isso, verifique se vale a pena coletar lixo para que não nenhuma menção seja perdida; ou se o ideal é perder alguns itens em detrimento da coleta de menções totalmente desinteressantes para a sua estratégia de monitoramento. 

Aqui, não existe certo ou errado: existe a análise do que vale mais a pena de acordo com a estratégia traçada para o monitoramento.


Dúvidas? Fale com a gente pelo suporte@scup.com.

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

Comentários